Alergia a Aliança de Ouro – É Possível Evitar esse Problema?

Início/Curiosidades e Novidades Sobre Alianças/Alergia a Aliança de Ouro – É Possível Evitar esse Problema?

Alergia a Aliança de Ouro – É Possível Evitar esse Problema?

Alergia a ouro, prata, níquel e outros metais são questões muito particulares, que podem ser completamente diferentes de uma pessoa para a outra, pois dependem de diversos fatores específicos do corpo.

Quem apresenta reações alérgicas relacionadas ao uso das alianças, por exemplo, precisa tomar cuidados especiais para evitar que o quadro piore, ainda que não seja nada muito grave.

Como saber se tenho alergia a ouro?

Normalmente a alergia a ouro se manifesta no corpo de maneira leve, não muito mais evidente do que uma pequena dermatite de contato. Porém, existem sinais aos quais você deve estar atento para saber se tem ou não uma reação alérgica ao metal.

Alguns dos mais comuns são:

  • irritações e vermelhidão na área onde se utiliza o anel;
  • pequenas rachaduras entre o dedo e a palma da mão devido à falta de hidratação da pele;
  • inchaço na base dos dedos;
  • bolhas (com ou sem a presença de material infeccioso) na área de contato da pele com o anel;
  • sensação de queimadura e manchas mais escuras na pele.

Sempre que possível, caso sinta algum tipo de incômodo no dedo, tire o anel e verifique se está tudo bem. Se for somente uma questão do uso, com o tempo o problema será sanado, mas se houver algum dos sintomas acima ou outros, recomenda-se procurar um médico.

Como evitar a alergia?

Evitar, de fato, uma reação alérgica é difícil, isso porque é uma resposta natural do corpo ao contato entre a pele e o material externo. Porém, você pode tomar alguns cuidados diários e outros mais esporádicos para que o incômodo seja menor, e também para descobrir se sua alergia não é só uma questão de limpeza do anel, por exemplo. Manter sua aliança em perfeito estado pode ajudar muito.

Veja as atitudes que pode tomar:

  • hidrate bem sua pele com frequência (use cremes hidratantes de boa procedência, de preferência que já tenha usado antes);
  • lave o anel sempre que possível com água, e esfregue com uma pequena bucha ou escova de dentes para remover possíveis impurezas que podem contribuir com a alergia;
  • faça uso de rotina de uma pomada indicada por médicos para seu problema;
  • evite utilizar a aliança durante atividades que envolvam contato com produtos químicos, desde os mais fortes, como desengordurantes, até mesmo shampoos e detergentes.

Caso o problema persista, procure sempre por médicos especializados para descobrir se o que está acontecendo é realmente um caso de alergia a ouro!

Para mais dicas, acompanhe o blog da Allianze!

2018-04-09T20:58:21+00:00

Deixar Um Comentário