Festa de casamento: o que você precisa saber para organizar a sua

Início/Sem categoria/Festa de casamento: o que você precisa saber para organizar a sua

Festa de casamento: o que você precisa saber para organizar a sua

t30 13 115783 300x200 - Festa de casamento: o que você precisa saber para organizar a sua

Casamento pede celebração, afinal, quando duas pessoas que se amam e se respeitam desejam se unir em matrimônio, isso merece uma bela comemoração. O casamento dá início a um novo ciclo, dá partida em novos sonhos e responsabilidades, as responsabilidades da prazerosa, desafiadora e recompensadora vida a dois.

É fato que o casamento não se resume a uma festa, nem é um simples evento. Trata-se de um momento especial que tem muito amor e significado envolvidos, justamente por conta disso, deve ser planejado e organizado com muito carinho e cuidado, desde os preparativos da cerimônia, até a concepção e execução da festa.

Por falar em festa, mesmo que o orçamento esteja curto, vale muito a pena se programar para comemorar a união, até porque, o casório é um momento único e o ideal é que ele não passe em branco. É maravilhoso poder festejar o enlace ao lado do amor, da família, dos amigos e outras pessoas que fazem parte da história do casal. O melhor de tudo é que a recepção do casamento pode ser ajustada a todos os bolsos. Dá, sim, para fazer uma festa charmosa, simples e econômica!

Se você pretende fazer festa de casamento, mas não tem ideia de como começar a organizar a recepção, não se preocupe! Montamos um guia prático para simplificar essa tarefa e te ajudar nos preparativos. Você vai encontrar por aqui os passos básicos para uma festa linda e animada. Vem com a gente!

Estipule um limite de gastos

Comece avaliando as contas do casal e estipulando um teto para gastar com a festa. É importante lembrar que além das despesas com recepção, há os gastos com cerimônia, incluindo a igreja, decoração, músicos, vestido, terno, dia da noiva, carro, alianças, dentre outros. Nem só de festa vive o casamento! Sendo assim, veja o que já gastaram e o que pretendem gastar. Não desconsidere também as reais possibilidades do casal, as condições de pagamento oferecidas pelas empresas fornecedoras, a renda conjunta dos noivos e as eventuais ajudas financeiras que a família costuma dar ao longo dos preparativos. Cuidado para não gastar mais do que poderia ou se endividar a ponto de começar a vida a dois no vermelho.

Decida o estilo do casamento

No planejamento da festa, um passo fundamental é decidir o estilo do casamento, pois isso vai nortear a decoração, o cardápio, as lembranças, a música, os trajes, etc. A regra de ouro para acertar na escolha do estilo da recepção é se basear no perfil pessoal dos noivos. Se eles são modernos e descontraídos, a festa pode seguir a linha mais irreverente. Se eles são discretos e tradicionais, nada melhor do que festas clássicas. Para os noivos simples e discretos, uma boa pedida é apostar no mini weeding em espaços ao ar livre ou restaurantes. Enfim, existem opções para todos os gostos e bolsos. Veja a seguir quais são os principais estilos de festa:

Sofisticado: No estilo sofisticado, os noivos primam pelo luxo, elegância e requinte. Normalmente a festa é realizada em salões amplos e a decoração inclui cristais, lustres suntuosos, espelhos, molduras e muitas flores. O branco é muito utilizado nessa proposta, mas os detalhes em dourado, prata e cobre são bem-vindos.

Moderno: O estilo moderno é muito interessante e tem sido bastante utilizado por jovens casais. Nele, a composição é mais livre e informal, pois louges, pufes e bancos normalmente integram a decor e compõem um mix com as mesas postas. Não raro essa decoração também inclui adesivos no chão e peças com design diferenciado. O mix de cores e estampas é totalmente permitido nesse estilo.

Rústico: O estilo rústico de casamento se baseia em uma proposta mais simples e com um ar bucólico. Elementos de madeira são muito usados nesse estilo, assim como peças decorativas rudimentares e acabamentos mais desgastados. O DIY também cai bem nessa proposta e os noivos podem preparar detalhes de sisal, juta, estopa e pallet para incrementar a decor. As cores são terrosas, as folhagens não podem faltar e as flores usadas não são nobres como as rosas e orquídeas. Gérberas e mosquitinhos caem melhor no estilo rústico!

Minimalista: Essa tem sido a escolha dos casais que querem economizar e desejam uma celebração mais íntima e particular. O estilo minimalista não contém excessos decorativos e segue uma linha clean, com poucos móveis e flores. A mistura de cores e o mix de estampas não acontecem nessa proposta.

Retrô: Se o casal curte referências de décadas passadas e deseja um toque nostálgico na decor, vale a pena investir no estilo retrô. Ele tem um ar antiguinho, porém super charmoso que deixa o visual da festa bem interessante. Na decoração é possível incluir relógios antigos, a louça da vovó, móveis de antiquários, peças de brechó, toalhas vintage e por aí vai. Para que a composição não soe datada e antiquada, uma boa pedida é mesclar os itens retrô com elementos modernos.

Romântico: Ah, o amor! Para os pombinhos românticos, que gostam de festas fofas, um estilo apropriado é o romântico. Nesse estilo decorativo, as gaiolas, arranjos em candy colors, iniciais dos noivos na mesa, peças de porcelana, regadores e porta-retratos com fotografias do casal são mais do que bem-vindos. As cores suaves dão o tom da decoração e as músicas devem reforçar o clima de romantismo.

Independente do estilo que for escolhido, o conceito deve ser seguido não só na decoração, como nos outros elementos do casamento. Se você e seu noivo optarem pelo estilo romântico, por exemplo, o vestido deve ser romântico. Se escolherem o estilo sofisticado, o vestido deve ser luxuoso. Se optarem pelo estilo rústico, o traje deve ser mais simples e por aí vai.

Escolha a decoração

Escolhido o estilo da festa, parta para as especificidades da decoração. Primeiramente, considere se o casamento será diurno ou noturno. As festas de dia pedem decorações mais simples, enquanto as festas à noite sugerem um pouco mais de brilho e glamour. Outro passo fundamental no que diz respeito à decoração é escolher cuidados são as camélias, rosas, lírios, gérberas, copo de leite e algumas espécies de orquídea. No verão, a rosa, o cravo e a hortênsia são os mais indicados para qualquer horário de festa, enquanto o lírio deve ser usado apenas à noite, pois essa flor não resiste bem ao calor. No outono, aposte em gérbera, rosa, animajo, angélica, boca-de-leão e astromélia. No inverno, invista em tulipas, copo-de-leite, flor de cerejeira, rosas e chuva-de-ouro.

Além das flores, pense com carinho na escolha das cores da decoração. O conjunto deve ser harmonioso e a paleta deve conter tons que dialoguem e harmonizem entre si. Uma boa dica é mesclar cores fortes com cores neutras ou até mesmo apostar no tom sobre tom.

Defina o local da festa

Não vai ter festa se você não encontrar um bom lugar para a celebração, não é mesmo? Um dos passos mais importantes na organização de recepções de casamento é justamente definir o local com antecedência. Esse é o tipo de coisa que não pode ser deixado para última hora, pois disso depende a impressão do convite, a logística dos noivos, convidados e profissionais envolvidos no grande dia, bem como o fechamento de outros fornecedores e definição de questões como decoração, mobília, etc.

Ao escolher o local da festa, considere o estilo do evento. Você não vai montar uma festa rústica em um clube super requintado, concorda? Da mesma forma, não é ideal fazer uma festa de luxo em um sítio simples. O local do evento deve combinar diretamente com o conceito escolhido pelos noivos.

Em festas mais intimistas, minimalistas e rústicas, o ideal é optar por sítios, locais abertos ou casa de campo. O jardim da casa da família também pode ser uma boa opção para mini weeding, desde que o tamanho e estética do ambiente permitam a montagem de uma festa de casamento.

Nas festas noturnas, as melhores pedidas são os salões e clubes. Há museus e galerias de arte que também alugam o espaço para recepções de casamento e o resultado fica charmoso. Alguns noivos também estão optando por festas em restaurantes e esse tipo de lugar realmente funciona para recepções, especialmente quando o estabelecimento permite que a decoração seja personalizada.

O tamanho do espaço deve ser escolhido de acordo com a quantidade de convidados, mesas e atrativos que você deseja incluir na festa. Considere também se o espaço tem boate, cozinha equipada, saídas de segurança e espaços bonitos para foto. Não deixe de observar se os banheiros são bem conservados e se o local é acessível e fácil de achar. Não adianta escolher um salão maravilhoso, que fique a uma hora de distância da igreja. Se esse for o caso, cogite a possibilidade de fazer cerimônia e recepção no mesmo lugar.

Defina a lista de convidados e escolha como vai ser o convite

Não é nada delicado e elegante ter uma lista para a cerimônia e uma lista para a recepção. Se a pessoa é merecedora de participar da celebração religiosa, ela também é digna de participar da festa. Posto isso, se vocês não puderem chamar muita gente, seja por conta da limitação financeira ou de espaço, monte uma lista seleta incluindo as pessoas mais importantes para o casal. Comecem pelos pais, avós, irmãos, tios, padrinhos, amigos e primos. Se ainda puder chamar mais pessoas, finalize a lista com os vizinhos, colegas de trabalho, chefes e colegas de faculdade mais próximos. Vale lembrar que pessoas do trabalho só devem ser convidadas se os noivos realmente tiverem uma relação de afeto com elas. Caso contrário, não é necessário.

Hoje em dia, como a maioria dos noivos bancam suas festas, não é obrigatório separar convites para que os pais chamem os próprios amigos, entretanto, é uma atitude delicada, um reconhecimento ao que a família representa e um gesto de gratidão por tudo que os pais fizeram pelo casal até aquele momento.

Montada a lista, é hora de encomendar os convites. Confira a seguir o que deve ser observado para escolher o convite perfeito:

Orçamento: Escolha um convite que caiba no bolso e evite gastos excessivos. Isso não significa que você deve optar por qualquer convite, escolher o primeiro que encontrar pela frente e pensar unicamente no mais barato. Pelo contrário! O convite deve ser escolhido com carinho, afinal, ele é o primeiro contato do convidado com a cerimônia e a festa. O ideal para economizar na escolha do convite é pesquisar e comparar preços, buscar o melhor custo-benefício e respeitar o limite de gastos que foi estipulado lá no início.

Estilo: Na hora de escolher o convite, o casal deve considerar o estilo da cerimônia e recepção. Se o casamento seguir a linha moderna, o convite deve ser moderno. Se a proposta for rústica, o convite deve ser rústico. Se o casamento for romântico, o convite deve ser romântico e assim por diante.

Material: Material: Opte por materiais de qualidade, mesmo que o convite seja simples. Os melhores papéis são o vergé, linho, couchê, aspen, reciclato, papel semente e kraft. Nada de imprimir o convite em papel ofício comum, entendido? Se você vai investir em festa, invista em um belo convite.

Cor e detalhes: A cor do convite não precisa ser da cor da decoração, mas o ideal é que ela integre a paleta de cores do evento para criar uma harmonia e reforçar o conceito escolhido. As cores mais utilizadas são o branco, marfim e bege, mas tons como marrom, preto, vermelho, prata, dourado e cobre podem ser usadas nos detalhes. Para incrementar o convite, detalhes como brasões, selos em alto relevo, strass, pérola, renda, fita, canela, sisal, etc. Os detalhes devem ser escolhidos de acordo com o estilo da festa.

Informação: Mais do  que frases românticas ou detalhes bonitos, o convite deve conter informações claras, como data, horário, local da cerimônia e da recepção. O link para o site dos noivos deve estar no convite e se você quiser dar informações quanto à lista de presentes, anexe um pequeno cartão com o nome da loja na parte de trás do convite.

Tempo e quantidade: O convite deve ser fechado entre 6 e 3 meses de antecedência e o convite deve ser entregue pelo menos um mês antes do casamento para que os convidados possam se programar para estar presentes, mas 45 dias é o ideal.  Encomende 5% a mais de convites do que a quantidade que você realmente precisa, pois você pode acabar lembrando de alguém que você deseja na festa e não foi incluído na lista inicial. Além disso, o calígrafo pode cometer algum erro na subscrição e se você tiver que pedir mais convites na gráfica/conviteria, o valor individual sai mais caro.

Não é indispensável preparar os famosos convites individuais, mas é uma boa maneira de controlar o número de convidados e evitar penetras. Mais importante do que o convitinho individual é deixar a lista de convidados na portaria do evento e repassá-la ao cerimonial para que seja feita a confirmação de presença.

Escolha o buffet e a música

A comida e a música da festa são indispensáveis no sucesso da recepção. Quando a festa tem boa comida e boa música, ela termina e os convidados continuam comentando o quanto ela foi animada e gostosa. Em relação ao cardápio, ele deve ser delicioso, independente de conter opções simples ou sofisticadas. A quantidade também deve ser muito bem calculada junto ao buffet, chef ou banqueteira. No que diz respeito à musica, ela precisa ser envolvente, variada e bem executada. O ecletismo é importante para agradar ao máximo os convidados.

Tipos de serviço de buffet

Brunch: Perfeito para casamentos informais e diurnos, o brunch é uma mistura de café da manhã com almoço. A comida, que inclui tortas, sanduíches, sucos, pães, frutas, frios e antepastos, deve ser exposta em mesas e aparadores.

Almoço: Ideal para festas semiformais, podendo ser ou não antecedido por um leve coquetel. É servido das 11 às 14 horas. O serviço pode ser americano, no qual os próprios convidados se servem; à inglesa, quando os garçons servem os convidados nas mesas, com pratos já montados  ou à francesa, quando os convidados são servidos pelos garçons, mas podem montar os pratos conforme o que for oferecido a eles.

Coquetel: Pode ser servido sozinho ou anteceder almoços e jantares. Ideal para festas à tarde ou à noite, ele é menos formal que o jantar e mais formal que o brunch. Inclui salgadinhos, pratos quentes, entradas frias, canapés, mini sanduiches, drinks, refrigerantes e sucos. Quem decidir pelo coquetel, pode apostar em finger foods, com mini pratos individuais. Essas comidinhas deixam a festa ainda mais charmosa.

Jantar: Jantares tendem a ser mais formais e sofisticados. Eles ocorrem depois das 19 horas e não precisam ser precedidos por coquetel, só se os noivos desejarem. O serviço pode ser à americana, à inglesa ou à francesa. Para um visual mais elegante,o mais indicado é investir em mesas postas, com os pratos, talheres, taças, sousplat e guardanapo. O cardápio deve ser harmônico e deve incluir opções de entrada, prato principal, acompanhamentos e sobremesa. Saladas, massas e proteínas são super bem-vindas! Ah, não deixe e incluir no menu opções para veganos e vegetarianos.

Ilhas gastronômicas: Está super em alta incluir ilhas gastronômicas na festa, com stands que oferecem diferentes estilos de culinária. Há estação de massas, pontos de sushi, stands de fastfood, sorveteria, etc.

Churrasco: Uma ótima opção de buffet para casamentos simples e despojados é o cardápio com churrasco. Esse tipo de comida pode ser servido entre o fim da manhã e o meio da tarde, sendo uma excelente escolha para festas em áreas descobertas. Além das carnes, os noivos podem oferecer pães, frios, frutas, patês, saladas, arroz, vinagrete e farofa. Além de cervejas, vinhos e refrigerantes, água de coco, suco caipirinhas e coquetéis tropicais também combinam com churrasco.

  • Em qualquer uma das opções, a mesa de bolo e doces não pode faltar!

Tipos de música

Boate: Hoje em dia, a maioria das festas de casamento conta com DJ´s badalados, responsáveis por manter o clima da celebração e animar os convidados. A playlist dos DJ´s que atuam em casamentos contam com hits das décadas de 60, 70, 80 e 90, clássicos internacionais, músicas atuais e variados ritmos (sertanejo, samba, pagode, axé, dance, pop, etc). Não há uma regra quanto às músicas a serem tocadas, mas é importante que o casal opine na seleção e inclua opções que realmente agradem não só aos convidados, mas também agradem a eles próprios.

Voz e Violão: Em festas mais intimistas, uma ótima opção é investir em voz e violão, com clássicos da MPB, músicas românticas e canções que fazem parte da história dos noivos.

Instrumental: Durante o jantar, antes da entrada dos noivos, uma ótima opção de música é investir em instrumentistas. Piano, saxofone, flauta e violino são as escolhas mais frequentes entre quem não abre mão de música instrumental na festa.

Detalhes são essenciais

As pequenas coisas podem fazer uma enorme diferença na sua festa, tornando-a muito melhor. Veja a seguir as principais tendências e detalhes que tornam o casamento ainda mais divertido e especial:

Site de casamento: O site de casamento é um detalhe que facilita a vida dos convidados. Além de conter um pouco da história do casal contada em fotos e palavras, há na página informações importantes, como por exemplo, o local da festa, lista de presentes, horário do casamento, mapa do evento, etc.

Cabine de fotos: Uma novidade que veio para ficar em casamentos é a cabine divertida. Nela, os convidados tiram fotos descontraídas, com acessórios e placas irreverentes. Essa fotos são reveladas na hora e podem ser levadas para casa como recordação.

Lembranças personalizadas: Lembrancinhas não são obrigatórias, mas agregam muito valor à festa, seja um simples bem casado, uma caneca, um chinelo personalizado ou mesmo uma caixa com doces finos.

Dança dos noivos: A primeira dança do casal tem se tornado tradicional nos casamentos no Brasil e é um momento realmente lindo. Os noivos abrem a pista de dança e ao mesmo tempo podem se olhar e namorar, agora, como casados.

Surpresas: Declarações de amor, agradecimento aos pais, dança surpresa dos padrinhos, vídeos, animações, discursos e homenagens caem super bem em recepções de casamento, desde que a surpresa seja envolvente e bem planejada.

Sparkles, chuva de prata ou bolas de sabão: Em momentos como a chegada dos noivos à festa, a primeira dança ou o brinde, detalhes como sparkles, bola de sabão ou chuva de prata são bem-vindos.

Espaço kids: Que tal pensar em uma programação especial para as crianças da festa? Com monitores e atividades específicas, os pequenos aproveitarão e os adultos ficarão mais à vontade.

Barman: O bar de drinks é um atrativo à parte e para deixa-lo mais interessante e especial, vale nomear as bebidas de forma que elas lembrem o casal.

Bar de brigadeiros: Essa tendência consiste num bar volante de brigadeiros, em que os convidados pegam uma colher, escolhem entre brigadeiro branco e brigadeiro ao leite, depois cobrem com os confeitos que desejarem. Todos adoram!

Se dissermos que organizar uma festa de casamento é fácil, estaremos mentindo, afinal, é um processo que envolve muitos detalhes, mas com planejamento e organização, a tarefa pode ser simplificada. Além disso, depois que a recepção acabar e as luzes do espaço se apagarem, você e seu noivo verão que todo o esforço valeu a pena, pois festejar ao lado de quem se ama não tem preço.

Agora que você já sabe o que fazer para preparar uma bela festa e conhece os itens que não podem faltar no planejamento, preparação e execução do evento, só nos resta desejar boa sorte e muito sucesso nessa empreitada. Cuidando desses detalhes e seguindo as nossas dicas, certamente você terá um casamento perfeito. Até a próxima e continue de olho nas novidades do nosso blog, afinal, estamos preparando muito mais dicas para te ajudar na organização do casório.

2017-06-08T14:20:32+00:00

9 Comentários

  1. Muito interessante o coment

  2. […] despojado, o caminho será outro. O importante é que o clima do convite, assim como o da festa, deve ser ditado pelo estilo do casal. Pense bem: de nada adianta seguir as tendências mais atuais […]

  3. […] Ah, e se optarem por fazer uma bela festa de casamento, precisarão se atentar a alguns detalhes importantes, que podem ser conferidos no nosso artigo: o que você precisa saber para organizar sua festa de casamento. […]

  4. […] itens realmente essenciais, mas mais em conta, deixando os presentes mais onerosos para a lista da festa de casamento. Ah, e não se esqueça de especificar as medidas certas no caso de lençóis e toalhas de mesa, […]

  5. […] bar é uma comemoração pré-casamento super democrática, funcionando mesmo como uma prévia da festa, pois dá para convidar todos os presentes na lista oficial do casamento. É o tipo de evento que […]

  6. […] que, juntamente com seu companheiro, já esteja pensando na possibilidade de fazer uma linda festa de casamento e unir de vez as escovas de dentes. Pois se casar é um passo que definitivamente está nos planos […]

  7. […] as suas dúvidas sobre como se casar e por que casar, compartilhando dicas incríveis para você planejar o casamento perfeito. […]

  8. Obrigada pelas dicas. Bjos..

  9. […] aí, pronta para arrasar na organização da sua festa ou ainda tem alguma dúvida martelando na cabeça? Como, de qualquer forma, estar antenada nunca […]

Deixar Um Comentário