gema natural

Qual a Diferença Entre Gema Natural e Gema Sintética?

As joias, além do forte valor sentimental que carregam para cada um, guardam em si um valor material. Seja em forma de metais nobres, como ouro e prata; ou minérios preciosos como diamantes e rubis, a valorização destas peças se dá pela origem natural. Porém, existem outros tipos de matérias-primas que não advém direto da mineração. Vamos entender o que é a gema sintética presente nas joias.

Sabe a diferença entre uma natural e aquelas que não o são? Acompanhe este artigo e saiba mais a respeito!

O que são gemas?

Gemas são um sinônimo para as pedras preciosas, muito usadas no anel de noivado. Esse termo passou a ser utilizado pois, há certo tempo, existia uma diferença entre as pedrarias, que eram divididas entre preciosas e semi-preciosas.

Porém, dessa maneira, algumas peças tão importantes quanto os diamantes, rubis, safiras e esmeraldas eram desvalorizadas. Passaram então a ser chamadas de gemas, para unificar seu valor.

Gema sintética ou natural? Qual a diferença?

É importante saber as diferenças entre a gema sintética e a natural, para garantir que estará dando o valor certo à peça que tem em mãos. Veja detalhes sobre cada uma:

Gema natural

São aquelas que não têm nenhuma interferência humana. As gemas naturais são puramente construídas pela natureza e podem ter origem orgânica (ou animal), como a pérola, que vem das ostras, o âmbar (resina fóssil) e a pedra coral, encontrada nos corais do oceano.

Outra origem possível para as gemas naturais é a inorgânica ou mineral, que não tem nenhuma base de carbono. São exemplos a safira, o rubi, o diamante (que embora tenha carbono, é de origem mineral) e a água-marinha.

Gema sintética

Devido à escassez de tais materiais na natureza, algumas gemas não são fáceis de encontrar com alta disponibilidade. Para suprir essa necessidade foi criada a gema sintética, também chamada de revestida ou constituída.

Produzidas em laboratório, as sintéticas são feitas a partir das naturais, mas funcionam como uma espécie de clone. O processo funciona da seguinte maneira: a gema natural é pulverizada, e o material é fundido e depois recristalizado.

Por ser fruto da peça natural, a gema sintética em nada deixa a desejar diante da natural, pois apresenta brilho, dureza, densidade e outras características extremamente semelhantes às retiradas da natureza.

É importante mencionar que as gemas sintéticas não são o mesmo que as gemas artificiais, que são criadas 100% pelo homem, como a zircônia cúbica, nunca vista na natureza.

Para mais artigos como este, acompanhe o blog da Allianze!

Post criado 197

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.